5 apontamentos sobre edição genéticaEntrevistas

O que é a edição genética? Por Jorge Canhoto

“O trabalho das cientistas Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna valeu o Nobel da química no domínio de uma ferramenta considerada uma verdadeira “tesoura genética” que permite editar as sequências de ADN onde está inscrito o código. Mas, afinal, o que é a edição do genoma? É o que vamos saber com Jorge Canhoto, investigador, responsável pelo Laboratório de Biotecnologia Vegetal do Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra. É também Presidente do CiB – Centro de Informação de Biotecnologia.”

O que distingue a edição genética de outras tecnologias? Por Margarida Oliveira

“Entre a recombinação de ADN e a edição de um gene específico vai um longo caminho e muita investigação. Para esclarecer que tipo de ferramentas são estas que estão ao dispor da ciência e qual é a mais-valia para os seres vivos ouvimos Margarida Oliveira, que lidera o grupo de investigação de Genómica Funcional de Plantas da unidade GPlantS – Genómica de Plantas em Stress, no Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa, que começa por diferenciar edição genética e OGM.”

A edição genética pode aumentar a produção agrícola? Por Pedro Fevereiro

“O desafio até 2050 passa por saber como alimentar 10 biliões de pessoas sem destruir o planeta. O que impõe mudanças na produção de alimentos. O Professor Pedro Fevereiro, investigador e diretor geral do Laboratório Colaborativo InnovPlantProtect esclarece como poderá a edição genética ajudar neste processo.”

A edição genética pode curar doenças? Por Ana Sofia Coroadinha

“Vários estudos publicados indicam que o aperfeiçoamento das técnicas de edição do genoma humano mostra eficácia na hipótese de tratamento de diversas doenças genéticas já conhecidas. Mas poderá a edição genética curar mesmo doenças? Ouvimos Ana Sofia Coroadinha, professora do Instituto de Tecnologia Química e Biológica da universidade Nova de Lisboa.”

A edição genética pode ser utilizada em organismos marinhos. Com que finalidade? Por Filipe Castro

“O risco de extinção de boa parte das espécies de peixes é dado como uma realidade na Avaliação Oceânica Mundial, realizada por centenas de cientistas em todo o mundo e apresentada este ano às Nações Unidas. A questão de como a edição genética por dar contributo para soluções mais sustentáveis impõe-se, de acordo com Filipe Castro, investigador do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental, também professor da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.” 

Estes 5 apontamentos sobre a edição genética resultam de uma parceria CiB / TSF e foram transmitidos na antena da rádio TSF na semana de 4 a 8 de outubro de 2021, entre as 07:00 e as 08:00.

pt Português
en Englishpt Portuguêses Español