Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Parceiros Científicos
do CiB

Graves impactos económicos na UE devido à falta de aprovação de variedades transgénicas

COMUNICADO

Relatório da Comissão Europeia
Graves impactos económicos na UE
devido à falta de aprovação de variedades transgénicas

23 de Julho de 2007

eu img

Segundo a Comissão Europeia, se os Estados Membros não alterarem a sua postura de não aprovação de novas variedades vegetais transgénicas a UE não irá acompanhar o desenvolvimento da agrobiotecnologia ao nível mundial e sofrerá sérias consequências nas subidas dos preços da carne e elevados prejuízos económicos.

O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia divulga um relatório da Comissão Europeia sobre os “Impactos Económicos da Não Aprovação de Organismos Geneticamente Modificados nas Importações de Rações e na Produção de Gado da União Europeia”.

Continuar...

Guia Gratuito Comunicar Agrobiotecnologia - Um recurso para jornalistas

DIVULGAÇÃO

Guia Gratuito
Comunicar Agrobiotecnologia
- Um recurso para jornalistas -


26 de Junho de 2007

 genesaregems

A publicação GENES ARE GEMS: REPORTING AGRI-BIOTECHNOLOGY tem como principal objectivo ser uma referência para os jornalistas de ciência na área da biotecnologia aplicada à agricultura.

Segundo o director de comunicação do ICRISAT e principal editor, Rex L. Navarro, este guia dá algumas linhas de orientação para a produção de boas histórias de ciência. Para além de uma abordagem aos temas relacionados com a agrobiotecnologia (que vai além das tecnologias de engenharia genética e organismos geneticamente modificados), este guia foca os princípios gerais e técnicas de comunicação e do jornalismo científico. Inclui um glossário e fontes adicionais de informação.

Continuar...

Gestão da “Pegada Ambiental” da Agricultura - Prioridade ao Equilíbrio na Avaliação de Novas Tecnologias

COMUNICADO


Gestão da “Pegada Ambiental” da Agricultura
Prioridade ao Equilíbrio na Avaliação de Novas Tecnologias

24 de Maio de 2007

tubosensaiocelvegetais

O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia – vem divulgar um relatório sobre a avaliação de riscos e benefícios dos novos sistemas agrícolas, quer utilizem métodos biotecnológicos ou outros. O documento foi publicado pelo ACRE, no início de Maio de 2007, e tem o objectivo de promover a avaliação equilibrada das implicações dos novos cultivos e práticas agrícolas.

Segundo o ACRE – Comité Consultor para as Libertações no Ambiente do Reino Unido –, nos últimos anos tornou-se evidente a existência de inconsistências na regulamentação das avaliações dos impactos ambientais  para culturas geneticamente modificadas (GM), quando comparadas com a das avaliações para culturas convencionais ou novas práticas agrícolas. A Directiva Europeia 2001/18 requer avaliações de risco dos possíveis
impactos ambientais negativos - sejam imediatos, a longo prazo, directos ou indirectos – para cada tipo de cultivar GM específica. No entanto, o mesmo tipo de avaliações não é requerido para a aprovação de cultivos convencionais e/ou alteração de práticas agrícolas.

Continuar...

Exposição sobre a notificação para a realização de ensaios de campo com as variedades de milho geneticamente modificado GA21 e DP-Ø9814Ø-6 (resistência a herbicidas)

 

EXPOSIÇÃO
de Pedro Fevereiro, Presidente da Direcção do CiB 

28 de Fevereiro de 2007

Notificação para a realização de ensaios de campo
com as variedades de milho geneticamente modificado
GA21 e DP-Ø9814Ø-6 (resistência a herbicidas)


cib-documentos


DOWNLOAD DO DOCUMENTO COMPLETO

Mega-estudo sobre alimentação com plantas transgénicas: Não foram detectados transgenes no corpo dos animais


COMUNICADO

Mega-estudo sobre alimentação com plantas transgénicas
Não foram detectados transgenes no corpo dos animais

21 Fevereiro 2007

O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia divulga hoje um artigo de revisão científica - Studies on feeds from genetically modified plants (GMP) – Contributions to nutritional and safety assessment -, publicado no início de Fevereiro de 2007 na revista “Animal Feed Science and Technology”, sobre 18 estudos de investigação que não detectaram a presença de quaisquer transgenes em órgãos ou tecidos de animais domésticos, alimentados com plantas geneticamente modificadas.

Continuar...