CiB visita Quinta Biotecnológica com Ensaios de Campo de Culturas TransgénicasBlog

 CiB Visita Quinta Biotecnológica 
com Ensaios de Campo de Culturas Transgénicas

29 de Julho de 2009

Na Quinta BiotechFarm – Plant Science Garden, em Üplingen na Alemanha, é possível visitar um campo de ensaios com culturas melhoradas através dos métodos convencionais mais modernos e da agrobiotecnologia. As plantas cultivadas neste campo de ensaios têm como objectivos: a utilização de práticas agrícolas mais sustentáveis, principalmente, ao nível económico e ambiental e a produção de compostos para bioplásticos e para outros fins industriais.

No dia 29 de Julho de 2009, o CiB – Centro de Informação de Biotecnologia realizou esta visita com o principal objectivo de promover a formação de biólogos, agricultores, jornalistas e comunicadores de ciência sobre culturas melhoradas através dos mais recentes métodos agrobiotecnológicos.

Plantas Cultivadas nos Ensaios de Campo 
na BiotechFarm em 2008/09

SONY DSC

O conjunto de ensaios com plantas melhoradas visitado inclui:

  • Milho híbrido convencional (não geneticamente modificado) com e sem aplicação de insecticida convencional para evitar o ataque de insectos;
  • Diferentes tipos de milho geneticamente modificado com tecnologia Bt para resistirem ao ataque de insectos como lagartas da broca e coleópteros;
  • Diferentes tipos de milho geneticamente modificado com tecnologia Roundup Ready com o objectivo de tornar as plantas resistentes à aplicação do herbicida glifosato para aniquilar ervas daninhas suas competidoras – diferentes ensaios com aplicação de diferentes herbicidas convencionais e com o herbicida glifosato;
  • Diferentes tipos de milho geneticamente modificado com tecnologia Bt para resistirem ao ataque de insectos como lagartas da broca e coleópteros;
  • Diferentes tipos de milho geneticamente modificado para apresentarem em simultâneo resistência ao ataque de insectos e tolerância à aplicação de herbicidas contra as ervas daninhas;
  • Beterraba sacarina convencional com aplicação de diferentes tipos de herbicidas convencionais;
  • Beterraba sacarina geneticamente modificada com tecnologia Roundup Ready para resistir à aplicação do herbicida glifosato;
  • Batata selvagem e convencional com aplicação de pesticidas convencionais;
  • Batata geneticamente modificada com dois genes da batata selvagem para resistir ao ataque do fungo Phytophthora infestans que provoca a doença do míldio da batateira, também conhecida como requeima.
  • Batata geneticamente modificada para produção de bioplásticos com o objectivo de fornecer alternativas à produção de plásticos a partir de substâncias químicas provenientes do petróleo;
  • Batata geneticamente modificada para produção de biofármacos, como uma vacina contra a doença hemorrágica dos coelhos;
  • Trigo geneticamente modificado com um gene com origem no milho com o objectivo de resistir ao ataque do fungo Ustilado nuda.

No dia 29 de Julho de 2009, o CiB – Centro de Informação de Biotecnologia realizou esta visita com o principal objectivo de promover a formação de biólogos, agricultores, jornalistas e comunicadores de ciência sobre culturas melhoradas através dos mais recentes métodos agrobiotecnológicos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

REPORTAGEM sobre a visita – Rádio TSF
(Texto, Áudio e Vídeo)

Nota: Actualmente, a BiotechFarm em Üplingen é o único local da União Europeia onde é possível observar estas espécies e estas variedades de culturas melhoradas através da tecnologia da engenharia genética. Algumas destas culturas são já comercializadas, ou estão em fase de ensaios de campo, em diversos países não pertencentes à União Europeia (UE). Contudo, ainda não estão autorizadas para comercialização no espaço da UE. Os ensaios de campo visitados estão autorizados segundo a legislação Europeia e Alemã sobre o cultivo de organismos geneticamente modificados e os produtos finais destes ensaios de campo são, por isso, destruídos no final dos ensaios seguindo essa legislação.

 

 

pt Português
en Englishpt Portuguêses Español