Especialistas defendem uma política regulatória adequada para promover a biotecnologia animalBlog

Num artigo de revisão publicado na revista CABI Agriculture and Bioscience, especialistas norte-americanos salientam a importância de regulamentar a biotecnologia animal, que para os autores se apresenta como uma promissora solução para garantir um abastecimento alimentar global mais sustentável e seguro.

A biotecnologia tem o potencial de aprimorar a produção de alimentos, proporcionando maiores rendimentos, resistência a doenças e melhor adaptação às mudanças climáticas. Os autores de um artigo revisto publicado na CABI Agriculture and Bioscience destacaram o papel crucial da biotecnologia animal na melhoria do bem-estar dos animais e na produção de alimentos com as características desejadas pelos consumidores.

No entanto, para que os consumidores possam beneficiar dessas características, “é essencial estabelecer regulamentações claras”, as quais, afirmam os especialistas, “devem considerar o nível de risco associado a cada tecnologia específica e avaliar se resultados semelhantes podem ser obtidos por meio de métodos convencionais”.

E de modo a facilitar o comércio dos produtos, os autores defendem uma harmonização das normas a nível internacional.

Leia o estudo revisto em Cabi Agriculture and Bioscience.  

[gtranslate]