Alterações climáticas | Cientistas descobrem novos mecanismos para controlar a resposta das plantas à temperaturaBlog

Os investigadores do Centro de Ciências Vegetais Donald Danforth, nos EUA, descobriram um complexo de proteínas vegetais que controla a resposta à temperatura através do relógio circadiano. Com o impacto das alterações climáticas na temperatura, é crucial compreender como é que as plantas respondem a diferentes sinais de temperatura. Os resultados foram publicados na revista científica Plant Physiology.

Maria Sorkin, uma das investigadoras, explicou que “o relógio circadiano na Arabidopsis está bem estudado” e que “a parte mais excitante deste projeto foi descobrir um novo complexo proteico que regula as respostas à temperatura”. A investigadora reconhece que “ninguém tinha descoberto esta interação, mesmo num sistema estabelecido”. O complexo é constituído por três proteínas que interagem durante a noite para se adaptarem a temperaturas mais frias. É importante salientar que a equipa de investigação identificou a ligação mecânica entre estas proteínas e a hora específica do dia em que as suas interações ocorrem.

Sorkin fez um grande esforço para descobrir como é que estas três “peças do puzzle” proteico se unem. “Estamos sempre à procura de complexos proteicos no nosso trabalho, mas não sabemos como é que eles interagem”, afirmou um outro investigador, Dmitri Nusinow.

Estas descobertas são o resultado de três anos de trabalho árduo para desmistificar como e quando estas proteínas funcionam em conjunto. Curiosamente, a equipa “viu novos complexos formarem-se quando realizámos as nossas experiências a diferentes horas do dia, mesmo com poucas horas de intervalo”, acrescentou Nusinow.

Os investigadores vão prosseguir com o estudo para investigar a interação dentro do complexo proteico a várias temperaturas.

Mais informações no Centro de Ciências Vegetais Donald Danforth. Leia aqui o estudo.

[gtranslate]