Vacinas comestíveis com base no RNA de InterferênciaBlog

icone_saude_final

Vacinas comestíveis com base no RNA de Interferência

14 Maio 2009 – ArgenBio

Uma equipa da Universidade de Rutgers, nos EUA, recebeu uma bolsa de 100.000 dólares da Fundação Gates para produzir vacinas antivirais em tomate e noutras plantas comestíveis.

As doenças virais, como a hepatite C, os vários tipos de gripe e o HiV continuam a desafiar a comunidade científica e por isso a produção de novas vacinas mais eficientes e menos dispendiosas é fundamental. A grande variabilidade dos vírus dificulta a eficiência das vacinas utilizadas actualmente.

Os vírus são muito eficientes a combater as drogas actuais. Os investigadores estão por isso interessados em utilizar o RNA de interferência (RNAi) combinatório com o objectivo de evitar a resistência às drogas pelos vírus, através da mutação dos seus próprios genes.

Em vez de se focarem num único alvo, os investigadores estão a utilizar o RNAi combinatório para inibir o ciclo de vida dos vírus atingindo vários dos seus genes em simultâneo. Se um dos genes sofre uma mutação para que o vírus escape à acção de uma droga, os restantes genes alvo serão atingidos em simultâneo e dessa forma o vírus será aniquilado.

LER MAIS

pt Português
en Englishpt Portuguêses Español